domingo, 28 de dezembro de 2008

Imagens de passagem em Imperatriz - o começo


Domingo, 07 de Dezembro de 2008, 14hs: rua Fortunato Bandeira e seus equipamentos.

Durante algumas horas calorentas constituimos uma oficina para saber utilizar (leia-se: montar, desmontar, acender, apagar, quando, como, por quê, etc) os demorados e tão estimados equipamentos.
sem fotos suadas, fedorentas e cansadas

Segunda, 08 de Dezembro de 2008: Rodoviária de Imperatriz e insegurança(s).
Nosso primeiro dia de gravação começou assim: 04:30 da matina, sono, atraso e completamente inseguro da minha parte (dos outros também?).
Câmera no tripé, as pessoas mais à vontade do que eu imaginaria que fossem estar, nascer do Sol, corredor central na madrugada, ônibus chegando, passageiros descendo, vistas da rodoviária, "e agora, cau!?", equipe animada, placas, hotéis, ruas e café-da-manhã reforçado e merecido.
Às 18 horas lá estávamos nós novamente: mais atrasos, tentativa de reunião pré-produção, mais vistas da rodoviária, paneleiras, ônibus saindo, malas, pizza constrangedora e bar do claudecir, é claro.


Terça, 09 de Dezembro de 2008: Rodoviária de Imperatriz e calor, muito calor.
Às 10hs lá estávamos nós, óculos escuros, protetor solar, guarda-sol, pranchetas e muita pose: até a Mayara passou por turista na sua vizinhança!
Mais familiarizada com o poder (alguns sentem medo disso hahaha), já pude me sentir mais à vontade com as imagens, as opiniões, as cobranças e reclamações (que o diga a "dona" da rodoviária, hein!?)
Pois bem, mais imagens abertas, vans, taxis, moto-taxis e comércio, que venha a próxima etapa: São Luis!

Um comentário:

flavita. disse...

esse guarda-sol é muito pesado, gente.